MONUMENTAL PALACE HOTEL por OITOEMPONTO

Localizado no edifício histórico “Almeida e Cunha”, conhecido como “Pensão Monumental”, o novo MONUMENTAL PALACE HOTEL ocupa uma posição estratégica no centro da cidade do Porto: na famosa Avenida dos Aliados ao lado da Camara Municipal. O edifício construído em 1923 pelo arquiteto italiano Michelangelo Soà foi reabilitado para tornar-se o mais luxuoso “Palace Hotel” da cidade do Porto.

Obviamente, foi o famoso estúdio de arquitectura OITOEMPONTO com sede no Porto, a quem foi confiada a arquitectura de interiores e a decoração dos quartos, bem como todos os espaços de recepção e restauração. «O estilo neoclássico do edifício tem como âncora a história da cidade do Porto e faz este projeto “Monumental” porque exige reinterpretar o passado glorioso do Porto numa escrita contemporânea, assim como volumes, estilo e usos» especificam Artur Miranda e Jacques Bec, os fundadores da OITOEMPONTO.

O conceito do Hotel Monumental é tornar-se o hotel dos grandes viajantes desde os anos 20. Um local que evoca o glorioso Porto dos anos 30 até aos dias de hoje…. Uma interpretação romantizada de um lugar que acolheu à sua inauguração um grande café com uma orquestra residente, cujas decorações foram actualizadas durante a renovação e que teriam continuado a ser o hotel de luxo da capital económica de Portugal.

Desde a década de 1920, a cidade tem vivido ao ritmo dos seus cafés e a Avenida dos Aliados reuniu os melhores para fazer parte dela, no centro nevrálgico do Porto. Durante décadas, estes cafés tornaram-se muito importantes no Porto, transformou a cidade primeiro numa capital económica e posteriormente numa cidade estudantil cujos jovens, que não tinham aquecimento em casa, passavam boa parte do dia nesses cafés para estudar e discutir ideias enquanto permaneciam aquecidos. Além disso, era também onde as pessoas dançavam, porque cada café tinha a sua própria orquestra para atrair, entreter e fidelizar o cliente.

Após a 2ª. Guerra Mundial, o prédio também abrigava uma pensão de primeira classe com várias salas de Jantar, antes de ser convertida num prédio de escritórios e mais tarde ocupada por um vendedor de carros no piso térreo antes do colapso e queda durante mais de 10 anos, até ser comprado para tornar-se o Hotel de referência do Porto.

Durante a construção, ocorreu um “milagre” quando uma das paredes destruídas revelou uma antiga sala de bilhar intacta com decorações originais, detalhes de mármore, reboco e molduras, corrimões de madeiras nobres e muitos detalhes ornamentais que activamente participam do futuro projecto de decoração.
Tendo o edifício uma fachada Neoclassica, a equipa OITEMPONTO decidiu fazer um hotel que respeite a história e estilo. Uma decoração transversal que permite integrar no Neo 30 todo o luxo e modernidade.

Completamente redesenhada a transformação do edifício num grande hotel de luxo,
exigiu a redefinição de todos os volumes para criar um Restaurante Gourmet central, juntamente com uma sala de pequenos almoços no andar de cima enquanto se desdobra em café e “brasserie”
O luxo dos detalhes e ornamentos que percorrem cada espaço ajuda a dar vida a essa reinvenção. A partir da Biblioteca, da Sala de TV e do SPA que parece ter sido adicionado aos anos 70, os restaurantes ainda podem receber uma orquestra e ajudar a manter essa lenda dos ótimos cafés musicais do Porto.

Quem melhor do que a dupla OITOEMPONTO para querer contribuir para restaurar a hospitalidade do Porto e devolver todos os certificados de nobreza a este edifício histórico e fazer brilhar a cidade.
Aqueles que viajam o mundo nas melhores condições, voltam sempre com o mesmo prazer na sua bagagem, duplicaram a sua inteligência e capacidade de fazer do Monumental Porto o hotel de referência da sua cidade, conseguindo um exercício de estilo muito ousado, um trabalho de sucesso e de reencantamento com a simplicidade que os caracterizam.

Tudo foi então posto em prática no hotel, que evolui no seu tempo e representa hoje um hotel moderno num espaço rico em história. Tudo foi especialmente projetado para o hotel, todos os detalhes, mobiliário e acessórios decorativos … Um desafio sucedido pela brilhante dupla OITOEMPONTO. Exceções que confirmam a regra; apenas duas assinaturas ilustres foram colocadas na recepção: uma reedição de um espetacular Lustre de André Arbus e sofás do icônico Josef Hoffmann.
Porque “Ser moderno é viver com o seu passado” – Artur Miranda.

Há um total de 63 quartos e 13 suítes com vários temas coloridos. Quanto mais térreo estiver, mais claro será o tom, já que são áreas menos luminosas. Quanto mais alto estiver, mais as cores assumem tons mais densos e extravagantes. Existem várias e diferentes tipologias. Os quartos são todos diferentes, incluindo diferentes alturas de teto, como as suítes em mezzanine.
Em cada sala à uma volumetria muito importante que dá uma certa dimensão ao conforto da viagem. Há claustras que pontuam os volumes, as paredes são estruturadas e animadas por molduras brancas. Uma atenção especial foi dada às carpetes, todas desenhadas com motivos e cores ousadas.
O lugar é cheio de pequenas histórias por trás dos vários detalhes existentes, como os números dos quartos lembrando os números das ruas.

A particularidade do SPA é incorporada pela piscina adornada com cerâmica e as paredes de água que visualmente invertem a gravidade numa hipnótica fonte que parece ter sido projetada nos anos 70 para acompanhar o conforto dos hóspedes daquela época!

MONUMENTAL PALACE HOTEL PORTO *****
Avenida dos Aliados, 151 – Porto
PORTUGAL

Fotografias de Francisco Almeida Dias