La Maison Du Caviar decorada por OITOEMPONTO

Este projecto não poderia ser mais bonito para a dupla de decoradores Jacques Bec e Artur Miranda, por se tratar deste mítico restaurante parisiense. La Maison du Caviar, abriu o seu primeiro restaurante em 1956, a versão de 2018 foi imaginada e projectada por Jacques e Artur, sendo um hino ao luxo intemporal, aos cruzeiro em Paris dos anos 30, ao espírito dos navios da Normandia, ao chique do Expresso do Oriente e ao glamour arrojado dos anos 50. Todas estas inspirações e acenos remasterizados com um toque muito contemporâneo foram projetadas pelo estúdio OITOEMPONTO.

Começando pela área da recepção, entre paredes de travertino e madeira de iroko envernizada e pregueada, um esturjão de vidro fosco domina o balção e o icónico bar, é um convite para desfrutar das bolhas de champanhe espumante e miçangas de caviar. A autêntica e sinuosa curva melamínica negra dos anos 50 manteve as pequenas luzes vermelhas, onde se desenrola sob um teto em forma de uma onda imaculada de estuque e cravejada de estrelas douradas. Os bancos são estofados em veludo vermelho perolado dos anos 60 e os bancos do bar em veludo verde cravejados a dourado. No chão, um tapete cujas ondas ressoam com o teto e imitam as cores do mármore «Rosso Levante» até aos degraus que elevam para o interior do segundo salão.

Emoldurado por paredes claras e corrimões em bronze, o salão é rodeado por um confortável sofá de veludo verde que corre ao longo das paredes de espelhos. Bancos do estilo “Ottomans’’ dos anos 70 em veludo bordeaux, poltronas dos anos 30 cobertas com veludo de bronze e móveis de cor champanhe no centro, são um convite aos prazeres do paladar. Cada castiçal de esturjão dá vida às bancadas de marfim com uma base preta e dourada. A carpete toscana em forma de «mosaicos de mármore», os candeeiros de vidro em cristal californiano, o tecto e a cornija dourados inteiramente em folha de ouro criam uma combinação perfeita com os tons do segundo salão.

Uma verdadeira sala de jantar imersa num aquário de sonho, graças à decoração estilizada de um leito marinho habitado por algas marinhas e douradas, um panorama de papel pintado à mão pela Gournay. Os bancos fabricados em lâ bege e cosidos com fio de cobre, as luzes do teto em forma de ouriço-do-mar e os castiçais de coral são de Hervé Van der Straeten, o espelho com acabamentos de madeira e bronze é assinado pela OITOEMPONTO e uma consola ao estilo Ruhlmann. Tudo está no seu lugar para saborear o caviar da vida.

“Atmosfera, atmosfera!” – Jacques Bec || “Isto vai ser divertido!” – Artur Miranda

 

Fotos de Jérôme Galland

_____________

Sobre La Maison du Caviar:

La Maison du Caviar abriu em 1956 em Paris, criada na época como instituição pelo importador Caviar Volga, instalada por Sua Majestade, “Shah of Iran”, que estava ansioso por ter um luxuoso invólucro parisiense para saborear o famoso caviar do Irão, para o qual tinha a concessão de exclusividade. Localizado no coração do Triângulo Dourado, a poucos passos dos Champs-Elysées, esta morada elegante e prestigiosa atrai por décadas clientes parisienses regulares e uma clientela internacional, que vem aqui para saborear os melhores caviares do mundo, bem como como peixe fumado e outros produtos de excelência. Hoje, o restaurante La Maison du Caviar está conectado com a sua tradição excepcional e trouxe o estúdio OITOEMPONTO para projetar a sua nova decoração de interiores.